Pesquisadores da Universidade de Uppsala na Suécia observaram que dentre mais de sessenta mil mulheres, com idades entre 63 e 93 anos, aquelas que consumiam até 700mg diários de cálcio tinham risco diminuído de sofrerem fraturas ou de osteoporose, porém entre aquelas que ingeriam quantidades superiores a esta não houve nenhuma redução dos riscos nem de fratura nem de osteoporose.

Essa informação repercute no uso de suplementos vitamínicos e minerais que muitas vezes é feito sem orientação de um profissional da saúde e sem necessidade ou benefícios.
Através da alimentação é possível atingir as recomendações diárias de cálcio ingerindo três porções de laticínios, exemplo: 1 fatia de queijo branco, 1 copo de leite e 1 copo de iogurte. Além de leites e derivados também são boas fontes de cálcio os alimentos: peixes, feijão, couve, brócolis, batata, laranja, mamão e melancia.